banner laranjeirasfm
#CONECTADOS

Projeto voltado aos egressos do sistema socioeducativo e apresentado pela Sejusc

Ação encerra a “Semaneca” e tem o intuito de capacitar jovens que cumpriram medidas nos centros socioeducativos

01/08/2020 06h00
Por:
FOTO: Raine Luiz / Sejusc
FOTO: Raine Luiz / Sejusc

Encerrando a semana em alusão aos 30 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), apresentou nas redes sociais o programa #Conectados, voltado aos adolescentes egressos do sistema socioeducativo do Amazonas. O projeto visa capacitar jovens que cumpriram as medidas nas unidades e promover a ressocialização.

O projeto #Conectados está em atividade nos cinco centros gerenciados pela Sejusc. A apresentação encerrou a “Semaneca” e ocorreu nas redes sociais da secretaria (YouTube, Instagram e Facebook), com um vídeo de 15 minutos, trazendo as autoridades envolvidas no programa, as quais falaram sobre a importância da iniciativa para a juventude que sai da internação. As gravações ocorreram durante o mês de julho e ainda incluíram a presença de um adolescente que mudou de vida após passar pelo projeto.

O secretário William Abreu, titular da Sejusc, explicou que o projeto surgiu da necessidade de acompanhar os adolescentes que saíram das unidades antes do #Conectados ser implementado, bem como aqueles que estão deixando o sistema socioeducativo atualmente. Ele destaca parceiros como o Sidia, Grupo Queiroz, Águia Soluções, Centro de Ensino Literatus, secretarias de Governo, fundações e outros órgãos na busca de oportunidades aos egressos.

A secretária executiva de Direitos da Criança e do Adolescente da Sejusc, Edmara Castro, explicou que o #Conectados também trabalha o viés familiar, um dos pilares da socioeducação, juntamente com a educação e a parte religiosa. Ela reforça o papel da família na integração do adolescente e como forma de continuação do trabalho executado pela equipe do #Conectados.

A partir do momento que o adolescente ingressa no sistema socioeducativo, nós trabalhamos todo o apoio à família. Esse aspecto está preconizado no ECA, sendo um direito do adolescente e dever da família, já que ela também tem responsabilidade para com esse adolescente. Nosso papel é trazer a família para dentro do centro, mostrar quais são as obrigações, mostrar que juntos podemos conseguir que esse adolescente tenha uma perspectiva de vida mais positiva do que antes”, explicou.

Reincidência - Levantamento feito pela Vara de Execução de Medidas Socioeducativas do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), em 2019, apontou que ficou em 22,6% o índice de reincidência entre os jovens em cumprimento de medidas socioeducativas, no meio fechado, nos centros socioeducativos da capital.

Tornar o índice ainda menor, segundo Edmara, é outro foco do #Conectados. “Um dos objetivos do projeto #Conectados é a gente diminuir mais ainda a taxa de reincidência, que é o quantitativo de adolescentes que acabam cometendo outro ato infracional e voltando para a unidade. Acreditamos que as parcerias oferecidas pelo #Conectados são capazes de diminuir esse índice porque uma das principais vertentes do projeto é a profissionalização do adolescente”.

Atualmente, a Sejusc coordena cinco centros socioeducativos: Centros Socioeducativos Senador Raimundo Parente, Dagmar Feitosa, Semiliberdade Masculino, Centro de Internação Feminina e Unidade de Internação Provisória Masculina e Feminina.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.