Domingo, 26 de Junho de 2022
92 98468-7887
Política AFIRMAÇÃO

Moro sobre ter sido ministro de Bolsonaro: “Não me arrependo”

Ex-juiz disse que acolheu o convite com a expectativa de contribuir para uma transformação do Brasil

22/06/2022 19h00
Por: Thais Justiniano
Moro sobre ter sido ministro de Bolsonaro: “Não me arrependo”

Nesta quarta-feira (22), o ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) afirmou que não se arrepende de ter sido ministro da Justiça e Segurança Pública do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). A afirmação foi feita em uma entrevista publicada pelo jornal Gazeta do Povo.

“Não me arrependo [de ter sido ministro]. “Acolhi o convite com a expectativa de contribuir para uma transformação para o Brasil, de implementar uma agenda importante. Em parte, a gente foi bem-sucedido”, disse.

O ex-ministro de Bolsonaro, antes de aceitar o cargo, era o titular da 13ª Vara de Curitiba e foi o responsável pela condenação, no âmbito da operação Lava Jato, do ex-presidente Lula (PT).

Sobre a sua saída do governo, Moro afirmou que nunca disse que Bolsonaro ‘teria cometido crime’. “Isso foi uma iniciativa do procurador-geral da República, que quis abrir um inquérito para apurar aquele fato. Eu disse que havia uma mudança na direção da Polícia Federal com a qual não concordava. Isso foi confirmado, inclusive, por declarações do próprio presidente”, declarou.

Durante a entrevista, o ex-juiz não falou que cargo disputaria nas eleições deste e que ainda está no processo de construção.

“Essas questões são um pouco prematuras. Preciso definir ainda a qual cargo vou concorrer. E aqui não é uma questão de indecisão, é uma questão de construção”, disse.” Então, se eu não tenho essa definição ainda, quanto mais com que alianças políticas serão feitas em torno delas. O que eu posso dizer muito claramente é, do ponto de vista nacional, o apoio à pré-candidatura do Luciano Bivar, como alternativa à polarização”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.