Laranjeiras FM
banner retorno laranjeiras fm
Josué Neto

“Assembleia será aliada do governo”, dizia Josué Neto após ser aclamado presidente da Aleam; O que mudou no discurso?

Historicamente governista o deputado construiu sua trajetória ao lado de Eduardo Braga, Omar Aziz, Amazonino e José Melo

Corredores do Poder

Corredores do PoderAs principais informações e análises sobre os bastidores da política do Amazonas e de Brasília.

20/05/2020 20h01Atualizado há 1 semana
Por: Sadim Salatiel

Tradicionalmente deputado de base governista, o deputado estadual Josué Neto (PRTB), construiu a sua trajetória política ao lado de Eduardo Braga (MDB), Amazonino Mendes (Podemos), Omar Aziz (PSD) e José Melo (Sem Partido).

Eleito por três vezes presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), Neto sempre se manteve como base e aliado do Poder Executivo. Foi assim em todos os seus mandatos como deputado e presidente do Poder Legislativo

Sem concorrentes, desbancou os deputados decanos Belarmino Lins (PP) e Serafim Correa (PSB), fazendo com que fosse aclamado presidente da Aleam, em 2019. Recebeu os votos de todos os deputados reeleitos e eleitos.

No discurso após a votação, o deputado disse “Assembleia será aliada do Governo”. Desta forma, ele mostrava um alinhamento com o Governo do Amazonas para avançar em pautas positivas. Em outro momento, ele queria mais aproximação e disposição com o governador Wilson Lima. “Nós já estamos dando todos os sinais de que os 24 deputados querem trabalhar junto com vossa excelência para o povo do Amazonas”, teria dito ao governador.

Mais de um ano depois eleito presidente, Neto atropela seus colegas deputados, passa a presidir a Casa ignorando o Regimento Interno e a própria Constituição, e ainda acusado de usar a estrutura do legislativo para financiar ‘milícia virtual’. Desta forma, o deputado comporta-se com espírito nada republicano. Foge do debate de ideias e do diálogo. Até com o poder judiciário, o deputado se indispôs.

Buscando trazer equilíbrio para a Assembleia, os deputados Saullo Vianna (PTB) e Alessandra Campelo (MDB), tentam alertar o presidente da Casa para reparar seus erros, mas sem sucesso. Hoje, enfraquecido e sem apoio, sairá com a popularidade entre seus pares em frangalhos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.