Quarta, 18 de Maio de 2022
92 98468-7887
Política ELEIÇÕES 2022

Presidente nega interferência das Forças Armadas nas eleições 2022

‘Ninguém quer atacar a democracia’, disse Bolsonaro

13/05/2022 13h01
Por: Thaís Ramos

Durante sua famosa live nas redes sociais na quinta-feira (12), o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), revelou que as Forças Armadas não vão interferir nas eleições deste ano.

“Eu não sei onde ele está tirando esse fantasma que as Forças Armadas querem interferir na Justiça Eleitoral. Não existe interferência, ninguém quer impor nada, ninguém quer atacar as urnas, atacar a democracia, nada disso”, disse o presidente em resposta ao ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Edson Fachin, que havia criticado as tentativas de se desacreditar do sistema eleitoral brasileiro.

O presidente ainda completou: “Pelo amor de Deus! A transparência das eleições, eleições limpas, transparente, é questão de segurança nacional”, reforçou.

Declaração do ministro

No mesmo dia, durante uma visita à sala do TSE onde realizam testes nas urnas, Fachin havia criticado as tentativas de se levantar suspeitas sobre a eficiência das urnas eletrônicas.

“Quem trata de eleição são forças desarmadas, portanto, dizem respeito à população civil, que de maneira livre e consciente escolhe seus representantes. Logo, diálogo sim, colaboração sim, mas a palavra final é da Justiça Eleitoral”, disse Fachin.

“Vamos ter, dia 2 de outubro eleições limpas, seguras, com paz e segurança. Ninguém e nada interferira na Justiça Eleitoral. Não admitimos qualquer circunstância que impeça o brasileiro de se manifestar”, reforçou o ministro.

Militares estão desde o ano passado na Comissão de Transparência Eleitoral (CTE) com a intensão de dar ainda mais transparência ao processo eleitoral.

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.