Sábado, 25 de Junho de 2022
92 98468-7887
Dólar comercial R$ 5,24 0%
Euro R$ 5,53 0%
Peso Argentino R$ 0,04 -0.009%
Bitcoin R$ 117.262,67 -0.976%
Bovespa 98.672,26 pontos +0.6%
Economia INVESTIMENTOS

Guedes quer taxar ‘super-ricos’ e isentar empresas

“Para permitir que o Brasil seja uma potência mundial”

09/05/2022 12h36
Por: Leonardo Moreira

O ministro da Economia, Paulo Guedes, informou na manhã desta segunda-feira (9/5) que a pasta pode demostrar um projeto editado, com a proposta de aumentar a taxa para os “super-ricos” e diminuir taxas sobre empresas.

“A hora é agora. Já aprovamos essa reforma na Câmara (dos Deputados), ela está travada no Senado. Podemos fazer uma versão mais enxuta, tributando os super-ricos e reduzindo o imposto sobre as empresas”, disse o ministro.

Guedes almeja que a tributação sobre a indústria chegue ao fim “para permitir que o Brasil, que tem todas as matérias-primas, seja uma potência mundial”.

O mesmo afirma que o atual governo já caminha para esse objetivo. Ele também mencionou a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), decretados no fim de abril.

Paulo fez suas falas após Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), ter derrubado o decreto presidencial n° 11.052/2022, atendendo a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) n° 7135, do partido Solidariedade.

Alexandre informa: "a redução de alíquotas nos moldes previstos pelos decretos impugnados, sem a existência de medidas compensatórias à produção na Zona Franca de Manaus, reduz drasticamente a vantagem comparativa do polo, ameaçando, assim, a própria persistência desse modelo econômico diferenciado constitucionalmente protegido”.

Monitor

Lançado nesta segunda-feira, o ‘Monitor de Investimentos’ tem parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e apoiado com capital do Reino Unido, via fundo dedicado ao desenvolvimento sustentável.

Informações sobre a economia, planos de desenvolvimento, infraestrutura, energia, conectividade e saneamento estão disponíveis na plataforma. O intuito é que o detalhamento sobre esses assuntos e projetos brasileiros, de parceria público-privada, seja entregue pela ferramenta.

“A plataforma vai reunir para o investidor informações relevantes sobre cada projeto disponível, dados da série histórica, aspecto social, aspecto ambiental, plano de expansão e todas as informações necessárias para ajudar a ilustrar não só projeções de investimento como para dar subsídio na tomada de decisão”, explicou a secretária de Produtividade e Competitividade do ministério, Daniella Marques.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.