Segunda, 23 de Maio de 2022
92 98468-7887
Brasil MACHISMO

Chico Buarque diz que não cantará mais ‘Com açúcar, com afeto’

Em episódio para série 'O canto livre de Nara Leão', o cantor disse que a letra apresenta muito machismo

27/01/2022 15h57 Atualizada há 4 meses
Por: Thaís Ramos

Durante episódio da série “O canto livre de Nara Leão”, na Globoplay, Chico Buarque revelou que não cantará mais a música “O açúcar, com afeto”, pois a letra apresenta muito machismo e ressaltou que na época que compôs não tinha a consciência que tem hoje.

A letra composta por Chico, foi cantada originalmente por Nara Leão, uma famosa cantora e compositora brasileira que faleceu no dia 7 de junho de 1989 aos 47 anos. O cantor disse que escreveu a música a pedido de Nara.

“Ela me pediu a música, ela me encomendou essa música, ela falou ‘Eu quero agora uma música de mulher sofredora’. E deu exemplos de canções do Assis Valente, Ary Barroso, aqueles sambas da antiga, onde os maridos saíam para a gandaia e as mulheres ficavam em casa sofrendo, tipo ‘Amélia’, aquela coisa. Ela encomendou e eu fiz”, contou Chico.

No decorrer do episódio, o cantor não contou quando decidiu parar de cantar “O açúcar, com afeto”, mas disse que quando compôs, não tinha a consciência que tem hoje sobre o quanto a música soava machista.

“Eu gostei de fazer. A gente não tinha esse problema. É justo que haja, as feministas têm razão, vou sempre dar razão às feministas, mas elas precisam compreender que naquela época não existia, não passava pela cabeça da gente que isso era uma opressão, que a mulher não precisa ser tratada assim. Elas têm razão. Eu não vou cantar ‘Com açúcar e com afeto’ mais e, se a Nara estivesse aqui, ela não cantaria, certamente”, finalizou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.