Quarta, 18 de Maio de 2022
92 98468-7887
Política OPINIÃO

A convicção de honestidade do homem hipócrita

A convicção de Omar Aziz de que deve processar os supostos mentirosos quando ele mesmo poderia encerrar esse debate é algo que chama a atenção

25/01/2022 11h14
Por: Eduardo Menezes

O homem honesto nunca se engana, nunca erra, nunca se excede. No caso do senador Omar Aziz (PSD), além de honesto, com conduta ilibada e reputação impoluta é também portador da luz sobre a verdade. Tudo isso, claro, na cabeça dele.

O jornalista Alexandre Fernandes revelou em rede social que nome de Aziz não consta na lista de vacinados da prefeitura de Manaus e nem site da Saúde do Distrito Federal, levando a crer que o senador não havia se imunizado até o momento. A discussão acabaria no ato que Omar Aziz mostrasse o comprovante de vacinação, mas o senador prefere o confronto e ameaçou o jornalista e demais meios que divulgassem material sobre, pois afinal, ele é honesto.

Ele é honesto... Não mentiria sobre sua imunização. Talvez mentisse na porta da Polícia Federal quando disse não saber o motivo de sua visita ali, quando indiciado em uma das fases da Operação Maus Caminhos.

E o mais grave! Ao invés de procurar saber o motivo pelos quais seus dados não constam nos sistemas púbicos. Cobrar as autoridades dos locais onde fora vacinado. Ou questionar se essa ausência de informações faz parte de uma retaliação do Governo Federal pós CPI da Pandemia. Não! Escolhe intimidar quem faz seu trabalho. Quem divulga. Quem mostra. Quem evidencia fatos, numa clara demonstração de abuso de poder político.

E com essa conduta o senador mostra sua face mais baixa, pequena e indigna de homem público. Aquela que persegue os pequenos e se acovarda para os maiores e é exatamente por isso que seu mandato como senador pode ser o primeiro e único.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.