Quarta, 01 de Dezembro de 2021
92 98468-7887
Política FAVORECIMENTO?

MP Eleitoral denuncia Wilson Lima por usar poder público para beneficiar Tiradentes em Coari

De acordo com o MP, o objetivo da ação é impedir o abuso de poder político e econômico que está acontecendo de forma explícita em Coari.

18/11/2021 16h33
Por: Joyce Carvalho

O Ministério Público Eleitoral do Amazonas (MPE/AM) entrou com uma ação na justiça eleitoral contra o governador Wilson Lima (PSC) por distribuir bens e serviços pagos com dinheiro público em troca de votos no candidato do seu partido (PSC) nas eleições suplementares de Coari, Robson Tiradentes, sobrinho do empresário que tem contratos com o Governo de Wilson Lima.

De acordo com o MP, o objetivo da ação é impedir o abuso de poder político e econômico que está acontecendo de forma explícita em Coari.

O crime eleitoral em Coari tem atingido um patamar fora do controle, onde o poder policial do Estado para reprimir e ameaçar o povo de Coari.

Na ação apresentada pelo Ministério Público Eleitoral, os promotores de justiça ressaltam que tal conduto é vedada em período eleitoral, conforme a Lei n° 9.504/97, que proíbe a administração pública, a distribuição gratuita de bens, valores e benefícios em ano eleitoral.

De acordo com algumas denúncias que uma balsa alugada por R$ 200 mil reais pelo Governo do Amazonas para transportar veículos oficiais, foi usada para levar um trio elétrico que foi usado na campanha de Robson Tiradentes.

Vários deputados se pronunciaram e um dele foi o deputado Serafim Corrêa (PSB) que alertou a que a interferia do Governo pode prejudicar o pleito.

“Nós podemos acabar tendo um novo problema e uma nova eleição. Isso será uma agressão a democracia, disse ele”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.