Quarta, 01 de Dezembro de 2021
92 98468-7887
Saúde PIONEIRO

Amazonas será o primeiro estado do país a implantar nova fase da estratégia NutriSUS do Ministério da Saúde

O objetivo da estratégia é potencializar o pleno desenvolvimento infantil, a prevenção e o controle de carências nutricionais

22/10/2021 17h50 Atualizada há 1 mês
Por: Bianca Mello Fonte: Secom Amazonas

O Amazonas será o estado pioneiro na nova fase da operacionalização da estratégia de fortificação da alimentação infantil com micronutrientes em pó (NutriSUS), do Ministério da Saúde (MS), no contexto da Atenção Primária à Saúde (APS). O lançamento da nova etapa do NutriSUS ocorreu, nesta sexta-feira (22/10), no auditório da sede do Governo do Amazonas, zona oeste de Manaus, reunindo autoridades de saúde das esferas municipal, estadual e federal.

Ao agradecer pela escolha do Amazonas para iniciar a nova fase da estratégia, o secretário de estado de saúde, Dr. Anoar Samad, ressaltou que técnicos da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), das coordenações de alimentação, nutrição e bolsa família, saúde indígena e da criança, irão apoiar os municípios na implantação do NutriSUS para o fortalecimento da nutrição infantil e o pleno desenvolvimento humano.

“Neste evento queremos mobilizar os gestores para situação preocupante da anemia em crianças, principalmente no interior. As equipes das coordenações estão ativas e atuantes com a missão de qualificar e monitorar os resultados e as estratégias desenvolvidas por cada município como um braço de apoio da execução das estratégias e que melhore os resultados e a qualidade de vida. Vamos apoiar esse projeto que é fantástico para as nossas crianças”, destacou o secretário e médico.

O objetivo da estratégia do MS é potencializar o pleno desenvolvimento infantil, a prevenção e o controle da anemia e outras carências nutricionais por meio da suplementação com micronutrientes em pó, formada por 15 vitaminas e minerais. Os micronutrientes são embalados individualmente na forma de sachês.

“O NutriSUS está privilegiando os municípios mais pobres e as crianças que mais precisam. Sabemos que a anemia por deficiência de ferro prejudica o desenvolvimento da criança e o aprendizado. Esse problema tende a diminuir. Todos os municípios do Amazonas que solicitaram a adesão foram inseridos e terão uma nova chance de adesão”, afirmou o secretário de Atenção Primária à Saúde do MS, Raphael Câmara, durante a solenidade.

O lançamento contou com a participação do secretário especial de saúde indígena, Robson Santos; da coordenadora geral de alimentação e nutrição da secretaria de APS do MS, Paloma Marinho; o subsecretário municipal de saúde de Manaus, Djalma Pinheiro; o representante do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas, Aurimar Tavares; e a chefe do escritório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Débora Nandja.

Mudança

A estratégia entra em uma nova fase com a implementação do NutriSUS na APS, por meio das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e não mais nas creches públicas e conveniadas, e terá como público prioritário as crianças de 6 a 24 meses de idade beneficiárias do Programa Bolsa Família.

O Ministério da Saúde realizará a distribuição dos sachês aos estados que irão encaminhar para os municípios e orientar sobre as ações integradas de nutrição e saúde. Os sachês com micronutrientes serão entregues as famílias das crianças para acréscimo na alimentação dos menores de dois anos.

A partir desta primeira fase, acontecerá a expansão da estratégia para os demais estados brasileiros, prevista para o início de 2022, alcançando 233 mil crianças brasileiras em 643 municípios selecionados nas cinco regiões do país.

Participação

Nesta primeira etapa do NutriSUS no Amazonas, 44 dos 45 municípios que manifestaram interesse, via Programa Saúde na Escola (PSE), para o ano de 2021, confirmaram adesão na estratégia, correspondendo a 29 mil crianças de 6 a 24 meses que serão beneficiadas. Também participarão, neste primeiro momento, 18 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs), contemplando 4 mil crianças.FOTOS:Rodrigo Santos/Secom

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.