Quarta, 01 de Dezembro de 2021
92 98468-7887
Polícia OPERAÇÃO

PC-AM apresenta balanço da segunda fase da Operação Cidade Mais Segura, deflagrada em Manaus

Durante a ação policial, as equipes flagrantearam um estupro de vulnerável praticado contra uma criança de 7 anos

22/10/2021 16h05 Atualizada há 1 mês
Por: Bianca Mello Fonte: Secom Amazonas
Foto: Reprodução/Secom Amazonas
Foto: Reprodução/Secom Amazonas

Com início nas primeiras horas da manhã de quinta-feira (21/10) e com continuidade nesta sexta-feira (22/10), a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do Departamento de Polícia Metropolitano (DPM) e dos Distritos Integrados de Polícia (DIPs) da capital, deflagrou a segunda fase da Operação Cidade Mais Segura, que cumpre 33 mandados de prisão e 21 de busca e apreensão, por crimes como homicídio, feminicídio, violência doméstica, tráfico de drogas e armas, roubo e furto.

No decorrer da ação policial, que acontece nas seis zonas da cidade (norte, sul, leste, oeste, centro-oeste e centro-sul), 33 pessoas foram presas em cumprimento a mandados de prisão que estavam em aberto. Entre os crimes estão os de homicídio, feminicídio, tráfico de drogas e armas, roubo e furto. Outras sete pessoas foram presas em, flagrante, pelos crimes de tráfico de drogas e estupro de vulnerável.

A delegada-geral da PC-AM, Emília Ferraz, ressalta a importância do trabalho que está sendo desempenhado pela instituição, por meio das unidades policiais, uma força conjunta com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). “Essa série de prisões é uma resposta a toda sociedade amazonense, no que diz respeito à Segurança Pública. A Polícia Civil do Amazonas está nas ruas. Está retirando de circulação aqueles indivíduos que representam perigo para a população e levando a todos a paz e a ordem”, declara.

De acordo com o delegado Alessandro Albino, diretor do DPM, a operação vem apresentando resultados positivos, levando segurança à população e retirando de foco os crimes praticados.

“A operação conta com as forças policiais de todas as unidades da capital empenhadas em cumprir ordens judiciais, em sua maioria por tráfico de drogas, que estavam em aberto. Ressalto que as ações da PC-AM não param, e estamos sempre trabalhando em prol da segurança da população”, enfatizou Alessandro Albino.

Conforme o delegado Christiano Castilho, titular do 14º DIP, durante a operação, policiais flagrantearam um jovem de 19 anos por estupro de vulnerável, praticado contra a própria enteada, uma criança de 7 anos, no momento em que foram cumprir mandado de busca e apreensão em uma residência, no bairro Colônia Antônio Aleixo, zona leste.

“Ao chegarmos à residência, notamos que todos os indivíduos presentes estavam sob efeito de entorpecentes, e a menina se aproximou das equipes para relatar que seu padrasto estava passando as mãos em suas partes íntimas. O indivíduo recebeu voz de prisão por estupro de vulnerável, e a criança foi recolhida à Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca)”, detalha Castilho.

Ainda durante a ação policial, as equipes também prenderam, em flagrante, outras quatro pessoas envolvidas com o tráfico de drogas. Com um deles, foram apreendidas 44 trouxinhas de entorpecentes como maconha, cocaína e oxi.

A primeira fase da Operação Cidade Mais Segura foi deflagrada no mês de setembro, e resultou na prisão de 39 pessoas e na apreensão de sete adolescentes. A ação ocorreu de forma integrada entre a Polícia Civil, a Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) e o Núcleo Especializado de Operações de Trânsito (Neot), do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM).

Procedimentos – Os 40 indivíduos presos foram encaminhados aos prédios das unidades policiais, onde, ao término dos procedimentos, serão encaminhados ao Centro de Recebimento e Triagem (CRT) e ficarão à disposição da Justiça.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.