Quarta, 01 de Dezembro de 2021
92 98468-7887
Polícia NOVO GOLPE

Saiba como evitar o golpe do chip em branco

Os golpistas podem conseguir dados bancários e até mesmo fotos íntimas das vítimas, o que pode ser novidade já que os chips não tem uma boa capacidade de armazenamento.

17/10/2021 09h12
Por: Wellyson Nascimento
Saiba como evitar o golpe do chip em branco

O golpe do chip em branco vem sendo aplicado por criminosos a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Cibernéticos (Dercc), alerta à população sobre como evitar o golpe.

O delegado Rafael Montenegro, adjunto da Dercc, explica que este crime acontece quando o golpista, com um chip de telefone em branco, entra em contato com a operadora de telefonia se passando pela vítima, e solicita a ativação do número no novo chip. A partir disso, o criminoso consegue ter acesso aos dados pessoais da vítima.

“Esse criminoso consegue manipular e enganar o atendente, dizendo que precisa recuperar o chip que perdeu, e ele acaba também sendo enganado. A partir disso, o golpista consegue ter acesso aos dados pessoais da vítima, pois grande parte das pessoas guardam essas informações no chip, e por isso os criminosos conseguem acessá-las com facilidade”, explicou o delegado.

 Ele informou, ainda, que os infratores podem conseguir em alguns casos, dados bancários e, até mesmo, fotos íntimas das vítimas. Segundo Montenegro, por ser um crime que se enquadra como invasão à dispositivo móvel, falsidade ideológica e furto eletrônico de dados, a penalidade varia entre cinco a oito anos de prisão, caso não haja nenhum agravante.

 

Como evitar o golpe

Sabendo que os criminosos usam os dados que contém no chip, o usuário deve transferir esses dados para o telefone principalmente os contatos de familiares pois através dele podem ser realizado também o golpe falso sequestro, geralmente esses dados ficam armazenados nos chips em aparelhos que usam o sistema Android, a pessoa deve ficar atenta com relação aos seus dados pessoas, pois certamente para o criminoso escolher certa pessoas para o golpe logo ele tem acesso aos dados para entrar em contato com a operadora. Portanto olhe as configurações se o chip está salvando, arquivos de fotos e arquivos bancários e desative a opção de salvar.

É um tanto curioso saber que os chips comuns salvam esses tipos de arquivos como: fotos e dados bancários, pois até então eles não têm uma quantia significativa de armazenamento, o que existe disponível é apenas para salvar os contatos. Mas não custa nada ficar atento quanto a isso e verificar as configurações do aparelho.

 Orientação

O adjunto da Dercc orientou que, caso a pessoa identifique que foi vítima desse crime, deve entrar em contato imediatamente com a operadora telefônica, para cancelar o chip e tentar resgatar esses dados.  

“A pessoa deve falar com a companhia de telefone para tentar recuperar essas informações. Caso isso não aconteça, ela ficará com os dados expostos, correndo risco de sofrer novos ataques”, ressaltou o delegado.

 Rafael Montenegro destacou que as pessoas devem evitar salvar informações pessoais no chip, para que não sejam alvos desse golpe, e destaca a importância de armazená-los em algum dispositivo de segurança.

 Registro de Ocorrência

As vítimas devem procurar à unidade especializada, localizada nas dependências da Delegacia Geral (DG), na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste da capital, para registrar o Boletim de Ocorrência (BO), e assim as investigações sejam iniciadas. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.