Sexta, 22 de Outubro de 2021
92 98468-7887
Política JULGAMENTO NO STJ

STJ: julgamento de denúncia contra Wilson Lima e Carlos Almeida acontece amanhã (20)

Além dos dois políticos, outras 15 pessoas como o ex-secretário chefe da Casa Civil, Flávio Antony Filho, o ex-secretário de Saúde Rodrigo Tobias estão na denúncia que será analisada pelo plenário do STJ.

19/09/2021 10h13
Por: Sadim Salatiel
STJ: julgamento de denúncia contra Wilson Lima e Carlos Almeida acontece amanhã (20)

Depois de ter sido adiado por duas vezes, o julgamento pelo recebimento ou não da denúncia contra o governador Wilson Lima (PSC) e o vice Carlos Almeida (PSDB) vai acontecer amanhã, segunda-feira (20), pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Além dos dois políticos, outras 15 pessoas como o ex-secretário chefe da Casa Civil, Flávio Antony Filho, o ex-secretário de Saúde Rodrigo Tobias estão na denúncia que será analisada pelo plenário do STJ. Os dois políticos e empresários são acusados de cometerem crimes na compra de respiradores destinados ao tratamento dos pacientes com a Covid-19. A denúncia partiu da Procuradoria-Geral da República para o STJ,

Segundo a Procuradoria-Geral, a investigação começou no ano passado, depois de notícias de que 28 aparelhos haviam sido comprados em uma loja de vinhos.

A subprocuradora-geral da República, Lindôra Araújo, que assina a denúncia, alega que teria sido instalado no governo estadual uma estrutura burocrática comandada por Wilson Lima para se aproveitar de contratações de insumos para o enfrentamento da crise sanitária, inclusive usando a dispensa de licitação.

Os denunciados são acusados também de peculato e de causar prejuízos superiores a 2 milhões de reais, com base, segundo a Procuradoria, em documentos, depoimentos e trocas de mensagem entre os investigados, apreendidas em operações do Ministério Público.

A PGR pede a condenação dos investigados, a perda dos cargos e ao pagamento de indenização nos valores supostamente desviados.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.