Domingo, 19 de Setembro de 2021
92 98468-7887
Saúde NOVA AMEAÇA

CDC informa que a variante delta é tão transmissível quanto a catapora

Documento do órgão de saúde dos Estados Unidos também diz que pessoas vacinadas têm praticamente a mesma chance de transmitir a nova versão do vírus do que as não vacinadas.

30/07/2021 16h24
Por: Lohana Fernandes
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Um documento divulgado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), órgão de saúde dos Estados Unidos responsável pelo combate às pandemias, informa que a variante delta é tão transmissível quanto a catapora. Isso significa que a nova versão se espalha mais que o ebola, todas as versões anteriores do coronavírus, a gripe comum e a varíola.

Além disso, a nova versão do coronavírus tem a mesma chance de ser transmitida por pessoas vacinadas e não vacinadas. No entanto, a imunização é eficiente para evitar os casos graves e mortes pela Covid-19.

O informe do CDC foi inicialmente divulgado pelo jornal "The Washington Post" nesta quinta-feira (29) e é baseado em vários estudos publicados sobre a variante delta. Um deles foi feito durante um surto em Provincetown, no estado de Massachussets, e trouxe evidências dessa capacidade de transmissão independentemente da aplicação da vacina.

É importante ressaltar que, segundo o órgão, apesar da capacidade de transmissão, os pacientes vacinados são mais protegidos contra a doença e, se infectados, têm uma chance bastante reduzida de hospitalização e morte.

Máscaras de volta

Na terça-feira (27), o CDC voltou atrás e recomendou que pessoas que receberam vacina contra o coronavírus voltem a usar máscaras quando estiverem em ambientes fechados, de acordo com a circunstância.

A preocupação está relacionada com a variante delta, que tem infectado aqueles que já receberam duas doses de vacina, de acordo com relatórios de saúde.

Quase metade (48,8%) da população americana já recebeu duas doses de vacina, de acordo com a plataforma Our World In Data. São cerca de 163 milhões de pessoas.

Uma recomendação especial foi feita para que, mesmo entre os vacinados, seja mantido o uso de máscaras em escolas por professores, funcionários, alunos e visitantes de escolas.

Em maio, o CDC tinha afirmado que as pessoas plenamente vacinadas não precisavam usar máscaras, nem mesmo em ambientes fechados. Havia uma exceção: no transporte público, todos deveriam manter as máscaras de proteção.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.