Sábado, 31 de Julho de 2021
92 98468-7887
Saúde SEM MATERIAL

Falta de material tarda alta de pacientes em hospitais do Amazonas

Em unidades de Manaus está faltando um simples dextro, para verificação da glicemia dos pacientes diabéticos

22/07/2021 16h04
Por: Andreia Souza
Falta de material tarda alta de pacientes em hospitais do Amazonas

Hospital e Pronto Socorro Dr. João Lúcio Pereira Machado localizado na zona Leste de Manaus sofre com a falta de medicamentos simples para o atendimento dos pacientes internados e de urgência e emergência na unidade.

Recebemos denuncias de familiares de pacientes de pessoas internadas na unidade, onde são solicitados exames e não são feitos na hora, se a unidade tem como característica principal urgência e emergência.

A filha do seu José de 72 anos de idade procurou atendimento no hospital João Lucio na tarde da ultima quarta-feira (21) às 17h, a médica que o atendeu na urgência solicitou exames de urina, sangue e ultrassonografia, os exames laboratoriais ele fez na hora e demoraria umas 3h para sair o resultado, porém a ultrassom deveria aguardar até o outro dia, pois já estava fechada, ela disse “a gente procura um hospital pra ter um atendimento rápido, e não conseguimos, meu pai um senhor idoso está aqui com dor, e vou ter que esperar pra fazer o exame só amanhã?”.

Outra denuncia é a falta do dextro (adjetivo Exame de sangue que, realizado com um aparelho digital, mede a quantidade de glicose presente no sangue) para atender pacientes com diabetes, questionamos alguns enfermeiros o por que não estavam verificando o dextro nos pacientes e os memos disseram que está em falta o aparelho na unidade, e solicitavam dos pacientes que se tivessem em casa o levassem para que fosse feito a verificação e acompanhamento.

Uma outra queixa é a demora na realização das ressonâncias, existe uma lista de espera para realizar o mesmo, pacientes relatam que demora mesmo a fazerem o exame, mas como não tem como pagarem tem que esperar chegar a sua fez, para serem atendidos.

Entramos em contato com a assessoria de comunicação do SES-AM pelo e-mail: [email protected]  e questionamos sobre esses fatos denunciados, a falta do dextro e sobre os exames de ressonância.

A saúde no Amazonas colhe o que vem sendo plantado a vinte anos por governadores anteriores, desvios milionários e vemos em CPI da saúde aqui e em Brasília que querem colocar a culpa em alguém, agora assumir a sua falha ninguém quer!

A crise na saúde já existe a anos, mas só hoje a população acordou, tem governador que foi preso por desvio na saúde, após comprovação, desvio esse que até hoje atinge funcionários de cooperativas que ainda não receberam os salários de 2014/2015. O problema está longe de ser sanado. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.