Sábado, 31 de Julho de 2021
92 98468-7887
Geral Amazonas

Polícia Civil do Amazonas prende casal que faturou cerca de um milhão com golpes de estelionato na capital

Investigações apontaram que o casal criou uma falsa agência financeira, onde ofereciam empréstimos sem consulta de score

21/07/2021 19h40
Por: Bianca Mello Fonte: Secom Amazonas
Delegado Fernando Bezerra, titular da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP) - FOTO: Erlon Rodrigues/ PC-AM
Delegado Fernando Bezerra, titular da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP) - FOTO: Erlon Rodrigues/ PC-AM

ADelegacia Especializada em Capturas e Polinter(DECP), da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) cumpriu, nesta quarta-feira (21/07), por volta das 9h30, dois mandados de prisão preventiva em nome de Analu Filardi Rodrigues, 38, e Marcelo Ferreira Rodrigues, 48, que faturaram cerca de um milhão com os golpes de estelionato praticados na capital. As prisões ocorreram em um cartório no bairro Cachoeirinha, zona sul da cidade.

Conforme o delegado Ismael Schettini, adjunto da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), as investigações apontaram que o casal criou uma falsa agência financeira, onde ofereciam empréstimos sem consulta de score, e pediam para as vítimas depositar uma quantia de entrada, informando que serviriam para taxas de cartório. Ao todo, cinco vítimas já foram ouvidas. O casal faturou cerca de um milhão de reais com os golpes.

Buscas

De acordo com o delegado Fernando Bezerra, titular da DECP, as equipes da Especializada tomaram conhecimento da ordem judicial em nome deles e iniciaram as buscas a fim de localizá-los.

“Tivemos ciência que o casal era recorrente na prática de diversos golpes de estelionato praticados na capital, sendo assim, fizemos o levantamento e chegamos ao endereço deles, no bairro Cachoerinha. Eles não ofereceram resistência no momento da prisão”, disse o delegado.

Procedimentos

Analu e Marcelo irão responder por estelionato. O judiciário será notificado sobre a prisão e ambos serão levados à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde permanecerão à disposição da Justiça.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.