Sábado, 31 de Julho de 2021
92 98468-7887
Esportes PREJUÍZO

Cristiano Ronaldo dá prejuízos de 20 bilhões à Coca-Cola ao retirar produto da coletiva

A situação inesperada aconteceu na coletiva de impressa na Eurocopa, quando o jogador tirou duas garrafas do refrigerante de sua frente e no lugar pôs uma garrafa de água sem rótulo.

15/06/2021 10h41 Atualizada há 2 meses
Por: Lohana Fernandes
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

Na última segunda-feira, na conferência de imprensa antes do jogo de Portugal contra a Hungria, o jogador retirou duas garrafas de Coca-Cola de sua frente. A estrela portuguesa sentou-se, viu às duas garrafas de refrigerantes e tirou elas do lugar. Ele imediatamente pegou uma garrafa de água e disse para as câmeras: “Água. Coca-cola…”, fazendo referência que o que se tem a fazer é beber água.

Bem, esse gesto teve um grande impacto negativo na marca. Observando a evolução das ações e do preço da empresa antes e depois, a ação de CR7 significou bilhões de dólares em prejuízo para a Coca-Cola, exatamente 4 bilhões de dólares. A bolsa de valores abriu às 15h na Europa. Naquele momento, a participação da Coca-Cola girava em torno de 56,10 dólares. 30 minutos depois, quando Cristiano Ronaldo e Fernando Santos entraram na sala de imprensa do Estádio Puskas Ferenc, em Budapeste, as ações despencaram para a baixa de US $55,22.

O gesto de colocar as garrafas de lado causou uma queda brutal de 1,6% para a empresa na bolsa. E em termos econômicos, a Coca-Cola passou de US $242 bilhões para US $238 bilhões. Perdas totais de US $ 4 bilhões. Vale destacar que a Coca-Cola é um dos principais patrocinadores da EUROCOPA, e ela não deve estar nada feliz com este gesto de Cristiano.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.