Quarta, 16 de Junho de 2021
92 98468-7887
Saúde CPI DA COVID

'Essa mentira mata', diz microbiologista à CPI sobre cloroquina

Natalia Pasternak afirmou que 'mentira' da cloroquina foi 'orquestrada' pelo governo federal e deu falsa sensação de segurança.

11/06/2021 12h03
Por: Joyce Carvalho

Nesta sexta-feira (11), Natalia Pasternak declarou à Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) da Covid-19, que o investimento em fármacos sem eficácia comprovada é um "desperdício de recursos públicos".

A fala da depoente questiona o uso do coquetel de medicamentos promovido pelo governo Bolsonaro, que inclui a hidroxicloroquina, a azitromicina, a ivermectina e a nitazoxanida. Segundo a microbiologista, o kit Covid é um gasto desnecessário, pois a ciência comprovou a ineficácia dos remédios no enfrentamento da pandemia. 

Pasternak explicou que diversos testes foram feitos para tentar encontrar alguma eficácia da cloroquina contra a Covid, mas todos demonstraram que o remédio não serve para tratar a doença.

“O primeiro foi esse em março do ano passado, feito em células em rins de macacos, que são células genéricas, fáceis de trabalhar no laboratório. Esse estudo mostrou que a cloroquina conseguia bloquear a entrada do vírus nessa células genéricas, que são células onde existe um caminho biológico para a cloroquina atuar. Esse caminho, ele não se concretiza em células do sistema respiratório. A cloroquina só funciona em tubo de ensaio em células genéricas, por isso que ela nunca funcionou em modelo animal e nem em humanos”, disse a especialista.

Ela lembrou a cena de quando o presidente Jair Bolsonaro apontou uma caixa de cloroquina em direção a emas que ficam no jardim do Palácio da Alvorada, e os animais saíram correndo.

“Senhores, a cloroquina já foi testada em tudo. A gente testou em animais, a gente testou em humanos, a gente só não testou em emas porque as emas fugiram, mas no resto a gente testou em tudo”.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.