Quinta, 06 de Maio de 2021
92 98468-7887
Amazonas APOIO

Venezuelanos são realocados para a Vila Olímpica após abrigo ter sido destruído devido à forte chuva em Manaus

Eles ficaram sem moradia e permanecerão no local até que sejam transferidos para outros estados.

04/05/2021 08h56
Por: Lohana Fernandes
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

Após forte chuva na manhã da segunda-feira (4/5) o Posto de Interiorização e Triagem dos Imigrantes Venezuelanos (PITRIG) localizado ao lado do prédio da Semed na avenida Torquato Tapajós foi destruído, 89 venezuelanos tiveram que ser realocados.

Segundo a Secretária Estadual de Assistência Social (Seas), Alessandra Campelo, após o ocorrido, a secretaria se uniu com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a Agência da ONU para refugiados em busca de soluções para o apoio às famílias.

Durante a enxurrada, oito pessoas ficaram feridas e forma levadas a unidades de saúde da capital. Os imigrantes perderam documentos e pertences por conta da enxurrada que arrastou tudo que tinha pela frente.

Eles entraram em contato com a Fundação Amazonas de Alto Rendimento (FAAR), responsável pela Vila Olímpica de Manaus, que cedeu o alojamento para atletas do local para abrigar as famílias.

“Essas pessoas vão ficar aqui na Vila Olímpica até que sejam transferidas para outros estados. Essas pessoas, a maioria delas, já tinham deslocamentos para outros estados e vão fazer isso no decorrer dos próximos 10 dias”, informou a secretária.

O diretor-presidente da FAAR, Jorge Oliveira, contou que a disponibilização do local foi possível, pois a Vila Olímpica não está abrigando atletas devido a pandemia da Covid-19.

“Nesse momento de calamidade, ninguém esperava essa chuva e ver as cenas que nós vimos. Nós prontamente nos colocamos a disposição e disponibilizamos para 92% das pessoas que tiveram esse impacto por causa da chuva para ficarem alojados em nossas instalações até que sejam transferidos para outro estado”, afirmou Oliveira.

Doações

A secretária da SES contou que muitas das famílias perderam roupas e pertences durante a chuva. Com isso, ela informou que doações estão sendo aceitas na sede da Vila Olímpica, como forma de ajudar os venezuelanos.

“Nós conseguimos já providenciar roupas de cama, roupas de banho, alimentos, mas muitas dessas pessoas perderam tudo que tinham, inclusive, para se deslocarem para outro estado. Então, as pessoas que quiserem doar, em bom estado de conservação ou novos, sapatos e roupas. Se as pessoas quiserem ajudar, eles estão aqui na Vila Olímpica, no alojamento de atletas aqui no Dom Pedro", informou.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.