Quarta, 16 de Junho de 2021
92 98468-7887
Amazonas PERSEGUIÇÃO

Chuva de promoção: A gestora da Policia Civil promove 80 delegados de polícia, porém o delegado João Tayah ficou de fora dessa “festa”

Indignado com a situação o delegado João Tayah faz um desabado “Eu não aguento mais. Eu só quero poder trabalhar em paz”, afirma. Ele que não teve paz a partir do momento que a nova gestora da Polícia Civil assumiu o cargo.

02/05/2021 17h10
Por: Wellyson Nascimento
Chuva de promoção: A gestora da Policia Civil promove 80 delegados de polícia, porém o delegado João Tayah ficou de fora dessa “festa”

A gestora da Polícia Civil Delegada-Geral Emília Ferraz desde que assumiu o cargo vem ‘perseguindo’ o delegado o delegado João Tayah, tudo porque o delegado foi candidato a vereador em 2020, e durante sua licença eleitoral Emília não gostou das quatro criticas que Tayah fez ao governo durante sua campanha eleitoral, e exatamente por esse motivo começou a perseguição da delegada ao ex-candidato a vereador, Emília ordenou a instauração de quatro sindicâncias contra o delegado.

A perseguição foi tanta que após sua licença eleitoral, a gestora o remanejou em novembro de 2020 para o município de São Paulo de Olivença, distante quase 1.000 km da capital, onde já desenvolvia suas funções há cinco anos. Tayah ficou surpreso com a ordem emitida pela Delegada-Geral, mas conseguiu permanecer em Manaus após emitir um mandado de segurança.

Mas essa perseguição não para por aí, no último dia 30 de abril foi publicado no Diário Oficial uma portaria da Delegada-Geral promovendo quase todos os delegados de polícia que ingressaram na instituição em 2014, da 3a para a 2a classe na carreira, e advinha quem fazia parte da turma e não foi contemplado com a promoção - então o delegado João Tayan, certamente já se pode afirmar que a gestora está de fato perseguindo o delegado, motivo? Não se sabe! E quem perde com tudo isso é a população, pois ao invés da delegada perseguir bandido, ela faz ao contrário vai atrás de um membro da polícia que segundo ele só quer exercer sua função em paz para com a sociedade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.