Quarta, 16 de Junho de 2021
92 98468-7887
Brasil BANDEIRA VERMELHA

Conta de luz vai ficar mais cara em maio

A informação veio da Agência Nacional de Energia Elétrica nesta sexta-feira (30)

01/05/2021 08h59 Atualizada há 2 meses
Por: Andreia Souza
 Conta de luz vai ficar mais cara em maio

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou, nesta sexta-feira (30), que a partir de 1º de maio será adotada a bandeira vermelha, fator que acarretará a no aumento da conta de energia, com cobrança de taxa adicional de R$ 4,169 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

Desde janeiro de 2021, vigorou a bandeira amarela como tarifa, cuja cobrança é de R$ 1,343 a cada 100 kWh. Em nota emitida pela agência explicou que o mês de abril marcou o fim do período de transição entre as estações de chuva e seca. O nível dos reservatórios é o pior já registrado, desde 1931.

A bandeira verde, quando não há cobrança adicional, significa que o custo para produzir energia está baixo. O acionamento das bandeiras amarela e vermelha representa um aumento no custo da geração e a necessidade de acionamento de térmicas, o que está ligado principalmente ao volume dos reservatórios e das chuvas.

Novos valores

Em março, a agência reguladora propôs novos valores para as bandeiras tarifárias. Pela proposta, as taxas cobradas na bandeira vermelha irão aumentar. No patamar 1, a taxa adicional pode subir de R$ 4,169 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos para R$ 4,599 – aumento de 10%. No patamar 2, o mais caro do sistema, o reajuste pode chegar a 21%, passando de R$ 6,243 a cada 100 kWh para R$ 7,571.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.