Quinta, 06 de Maio de 2021
92 98468-7887
Política CPI DA PANDEMIA

Com histórico de investigado pela PF em esquema na saúde, Omar Aziz vai fazer parte da 'CPI da Covid'

Em junho de 2019, a mulher do senador e atual deputada estadual, Nejmi Aziz (PSD), foi presa juntamente com os cunhados Murad, Amim e Mansour Aziz.

11/04/2021 09h36 Atualizada há 4 semanas
Por: Sadim Salatiel
Com histórico de investigado pela PF em esquema na saúde, Omar Aziz vai fazer parte da 'CPI da Covid'

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado Federal que vai apurar a conduta do governo federal na pandemia da Covid-19 como por exemplo a crise de oxigênio no Amazonas, terá como integrante o senador Omar Aziz (PSD).

Aziz já foi indiciado pela Polícia Federal por suspeita de participar de um esquema de corrupção que desviou pelo menos R$ 200 milhões da Saúde do Amazonas quando era governador. A investigação contra o ex-governador se tratava sobre a contratação do ‘Instituto Novos Caminhos’ que teria sido feito para gerenciar os hospitais públicos no estado do Amazonas. De acordo com o Ministério Público Federal no Amazonas (MPF-AM), os contratos eram superfaturados e os valores divididos para políticos.

Em junho de 2019, a mulher do senador e atual deputada estadual, Nejmi Aziz (PSD), foi presa juntamente com os cunhados Murad, Amim e Mansour Aziz. A operação que prendeu a família Aziz foi batizada de ‘Operação Vertex’. Ela teve como objetivo investiga a prática de crimes de corrupção passiva, lavagem de capitais e organização criminosa.

A participação de Omar na CPI se dá pelo fato de cada partido e bloco indicar um representante para compor a comissão. Além disso, foi um pedido do próprio senador em integrar a comissão. A CPI da Covid terá 11 membros titulares e sete suplentes. Omar Aziz foi um dos 32 parlamentares que assinou pela criação da CPI.  

Omar é líder da bancada do Amazonas no Congresso Nacional.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.