Quarta, 14 de Abril de 2021
92 98468-7887
Saúde IMUNIZAÇÃO

Vacinação: Piauí, Paraná e Pará aumentaram em mais de 60% o número de pessoas vacinadas

Já nos estados do Amazonas, Acre e Rio de Janeiro tem desacelerado o índice de vacinação.

06/04/2021 08h35 Atualizada há 1 semana
Por: Lohana Fernandes
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Na última semana, Piauí, Paraná e Pará foram os estados que mais avançaram na quantidade de pessoas vacinadas, com aumento superior a 60%. Destes, o Pará lidera a lista, com um incremento de 67%. Destes, o Pará lidera a lista, com um incremento de 67% no número de pessoas imunizadas com a primeira dose, saindo de 285.759 na última semana, para 478.158 nesta segunda.

Em seguida está Piauí, que saiu de 133.814 vacinados para 217.989, um aumento de 63%, e o Paraná, com aumento de 60%, saindo de 582.991 para 933.836 pessoas que receberam ao menos uma dose de vacina contra covid-19. No outro oposto da lista, os estados que menos progrediram na imunização da última semana são Amazonas, que aumentou em apenas 8% o número de vacinados, Acre (16%) e Rio de Janeiro (18%).

Em números absolutos de doses aplicadas, São Paulo continua na liderança absoluta com 5.803.247 injeções administradas, seguido da Bahia (1.722.293) e Minas Gerais (1.710.135).

Por outro lado, em números relativos, Mato Grosso do Sul é o estado com maior percentual da população vacinada até hoje, Com 10,2%, seguindo do Amazonas (10%). Bahia e São Paulo estão empatados com 9,5% da população imunizada.

Amazonas caiu para o sexto lugar no ranking dos estados com maior porcentagem da população que já tomou a primeira dose da vacina da Covid-19. Apesar disso, manteve a terceira posição entre os que possuem maior percentual dos habitantes com a imunização completa.

Os dados são do site Covid-19 no Brasil, que informa diariamente a situação da pandemia com dados do Conass (Conselho Nacional de Secretária de Saúde), Ministério da Saúde e Secretarias Estaduais.

O Amazonas já recebeu o total de 98,5 mil doses da vacina contra a Covod-19, sendo a 11ª remessa enviada ao estado, sendo 88 mil doses do imunizante da CoronaVac e 10,5 mil da AstraZeneca.

Mesmo com a grande quantidade de vacinas, os grupos prioritários como pessoas com doenças preexistentes, estão encontrando dificuldade no acesso aos laudos que comprovem a doença.

Após identificar alguns usuários com registro de informações incorretas no Imuniza Manaus, sistema de cadastro e agendamento eletrônico da Prefeitura de Manaus para a vacinação contra a Covid-19, a Secretaria Municipal (Semsa) reforça o alerta para que as informações cadastradas sejam, obrigatoriamente, comprovadas nos pontos, não sendo permitido vacinar os que não se enquadram nos critérios de idade e doenças preexistentes contempladas na etapa atual da campanha. Isso ocasiona um atraso significativo no cronograma de vacinação.

Há também idosos que ainda tem uma certa resistência em serem vacinados, seja por desinformação ou a dificuldade na locomoção ao local de vacinação.

Apesar dessa redução, o Amazonas ainda é o terceiro estado com maior parcela dos habitantes vacinas com a duas doses, embora ainda seja uma parte reduzida da população. Até 31 março, 3,05% estavam com a imunização, gora são 3,16%.

Cronograma

Nesta terça-feira (6) pessoas de 45 a 49 anos com doenças preexistentes começam a ser vacinadas em Manaus. A imunização é aplicada em adultos que tiverem diabetes mellitus, obesidade mórbida (IMC > 40) ou cardiopatias.

Na capital amazonense, adultos a partir de 50 anos com comorbidades já estavam sendo imunizados. Recebem a vacinação também idosos com 60 anos ou mais e agentes de segurança pública.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.