BANNER JORNALISMO DE VERDADE
NOVA VARIANTE

Variante do coronavírus identificada em Manaus já tem registros em 17 estados

O levantamento foi feito a partir de dados enviados pelas secretarias estaduais de saúde, os quais abrangem informações até o dia 20 de fevereiro.

23/02/2021 19h57
Por: Wellyson Nascimento
Fonte: FOLHAPRESS
Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

Alvo de estudos pela possibilidade de ser mais transmissível, a variante do coronavírus chamada de P.1, identificada originalmente no Amazonas, já tem casos em ao menos 17 estados do país, aponta balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira, 23.

O levantamento foi feito a partir de dados enviados pelas secretarias estaduais de saúde, os quais abrangem informações até o dia 20 de fevereiro. Para comparação, balanço de 12 de fevereiro apontava que a variante tinha sido identificada em dez estados.

Segundo a pasta, os registros da variante P.1 já somam ao menos 184 casos no país -especialistas, porém, apontam possibilidade de que o número seja maior, já que apenas uma amostra dos casos de Covid costuma ser alvo de análise para sequenciamento genômico, modelo que permite essa identificação.

Além do Amazonas, que teve ao menos 60 casos já analisados, os estados com maior número de registros são São Paulo (com 28 casos já identificados), Goiás (15), Paraíba (12), Pará (11), Bahia (11) e Rio Grande do Sul (9).

Também há registros da variante já identificados em Roraima (7), Minas Gerais (6), Paraná (5), Sergipe (5), Rio de Janeiro (4), Santa Catarina (4), Ceará (3), Alagoas (2), Pernambuco (1) e Piauí (1).

Além dessa variante, balanço do ministério aponta que já foram identificados no país ao menos 20 casos de outra “variante de atenção”, caso da observada originalmente no Reino Unido. Os registros ocorreram em São Paulo, Bahia, Goiás e Rio de Janeiro.

Em 12 de fevereiro, a pasta chegou a informar que a variante tinha sido identificada no Distrito Federal, mas os registros eram de Goiás, informou nesta terça, 23.

Ainda segundo o ministério, não há registro até o momento de circulação da variante descoberta na África do Sul, a qual também tem chamado a atenção de especialistas.

A pasta diz ter enviado nesta terça, 23, uma nova nota técnica aos estados com informações atualizadas sobre os casos. “O documento orienta ainda medidas que devem ser adotadas e intensificadas pelas secretarias de saúde estaduais, a fim de monitorar e evitar a propagação das novas variantes no país”, aponta. A pasta não informou quais seriam essas ações. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.