BANNER JORNALISMO DE VERDADE
AMIGO DO COVID

Deputado quer aglomeração nas ruas para pressionar impeachment no Amazonas

“Se o povo do Amazonas não for às ruas, esta Casa não irá cassar o governador”, disse Wilker Barreto em sessão da Aleam desta terça-feira

Corredores do Poder

Corredores do PoderAs principais informações e análises sobre os bastidores da política do Amazonas e de Brasília.

23/02/2021 16h58Atualizado há 1 semana
Por: Eduardo Menezes

Parece que até brincadeira, mas em meio à maior crise sanitária da atualidade tem parlamentar do Amazonas que ainda não entendeu que o momento é de retidão e isolamento para conter a disseminação do novo coronavírus.

Esse é o caso do deputado Wilker Barreto (Podemos), que propôs que população se aglomerasse em manifestações contra o Governo do Amazonas, para pressionar a Assembleia Legislativa (Aleam), pelo impeachment do governador Wilson Lima (PSC).

“A Dilma só caiu porque o povo brasileiro foi para as ruas. Eu sei que estamos numa pandemia, mas se o povo do Amazonas não for às ruas, esta Casa não cassará o Wilson Lima. Esse é meu apelo aberto para o povo amazonense, caso contrário, esta Casa mais uma vez arquivará qualquer intenção de cassar um corrupto que está no Governo e matando o seu povo”, ponderou Barreto.

Wilker aproveitou para criticar a demora do Legislativo em analisar o pedido de impeachment e pediu celeridade do presidente da Casa, deputado Roberto Cidade (PV) para aceitar a denúncia. “Estamos passando pelo pior momento da história do Amazonas e esta Casa se cala e silencia pronunciamentos. Vamos finalizar fevereiro e faço um apelo ao presidente Roberto Cidade, coloque e aceite a admissibilidade de impeachment deste governador”, cobrou o parlamentar.

Vale ressaltar que o Amazonas foi o primeiro estado a entrar na segunda onda da pandemia de Covid-19, em janeiro, a capital, Manaus viveu uma crise de falta de oxigênio em hospitais públicos e particulares.

Não é de hoje que grupos oposicionistas ao governo incentivam aglomerações em manifestações no estado. No último domingo (21), pessoas ligadas ao senador Eduardo Braga (MDB), ex-prefeito Arthur Neto (PSDB) e ex-governador Amazonino Mendes (Podemos), estiveram em diversos pontos da cidade para se manifestar contra o governo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.