Quarta, 14 de Abril de 2021
92 98468-7887
Amazonas CARREATA

Manifestação pedindo impeachment do Governador organizado por Braga, Arthur Neto e Amazonino causa aglomeração na Ponta Negra

Os manifestantes saíram do bairro Ponta Negra e encerraram ato em frente à Assembleia Legislativa, no bairro Flores.

21/02/2021 14h34
Por: Lohana Fernandes Fonte: O Poder
foto: divulgação
foto: divulgação

Um ato político reuniu na manhã deste domingo (21), apoiadores do ex-governador Amazonino Mendes, do senador Eduardo Braga e ex-prefeito Arthur Neto com objetivo de pedir o impeachment do governador Wilson Lima (PSC) e o vice Carlos Almeida.

O ponto de encontro da aglomeração aconteceu na praia da Ponta Negra, zona oeste, passou pela sede do Governo do Estado e finalizou na frente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM).

Entre os apoiadores do ato estavam o ex-vereador Chico Preto, o apresentador de televisão Alex Braga, que tem ligações com o senador Eduardo Braga, David dos Feirantes, Flavinho Araújo, Milton Xuxa, além da participação de comerciantes, militares e profissionais de educação física.

Em um vídeo que chegou ao Site O Poder, mostra o ex-vereador Chico Preto, orientando um possível líder do ato político sobre como proceder sobre um documento oficializado por um advogado que protocolou um pedido de impeachment do Governador do Amazonas, Wilson Lima. O vídeo mostra parte da conversa do ex-parlamentar e de uma pessoa ligada ao ato que gerou muita aglomeração na orla da Ponta Negra, na manhã deste domingo (21).

Contratos

Alex Braga é funcionário do empresário Cyro Batará, que teve contratos de empresas cancelados com a saída do de Arthur Neto da Prefeitura de Manaus. Batará também tenta de todas as formas colocar a empresa Manaus Vistoria para atuar no Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), por meio de ações no Tribunal de Contas do Estado e na Justiça amazonense.

 Confira o vídeo:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.