BANNER JORNALISMO DE VERDADE
COVID-19

Vacinação para público a partir de 50 anos em Manaus depende de vacina que ainda não chegou

Mesmo que as vacinas cheguem no dia previsto pelo governo federal, o início da campanha depende de protocolos de segurança, que incluem a catalogação e a separação

17/02/2021 16h32
Por: Andreia Souza

A campanha de vacinação contra Covid-19 para pessoas com idade entre 50 e 69 anos em Manaus depende da chegada dos lotes que serão enviados pelo Ministério da Saúde a partir do dia 22 deste mês, segundo a Semsa (Secretaria Municipal de Saúde). Mesmo que as vacinas cheguem no dia previsto pelo governo federal, o início da campanha depende de protocolos de segurança, que incluem a catalogação e a separação.

Na segunda-feira, 15, em reunião com prefeitos em Manaus, Pazuello disse que os 13 municípios da Região Metropolitana de Manaus começarão a vacinar o público a partir de 50 anos a partir do dia 22 deste mês. Além de Manaus, compõem a região Autazes, Careiro, Careiro da Várzea, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Manacapuru, Manaquiri, Novo Airão, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva e Silves.

De acordo com a Semsa, se as vacinas chegarem no Amazonas dia 22 deste mês, conforme a previsão, inicialmente elas serão encaminhadas para a FVS (Fundação de Vigilância em Saúde), onde serão catalogadas e separadas para distribuição aos municípios. Ao chegarem na Rede de Frio da Secretaria de Saúde de Manaus, as vacinas serão novamente catalogadas para serem armazenadas. A vacinação só terá início após o cumprimento desses protocolos.

Cronograma

Nesta quarta-feira, 17, em reunião virtual com governadores, o ministro da Saúde Eduardo Pazuello apresentou um cronograma de entrega de vacinas no primeiro semestre. A previsão da pasta é que 11,3 milhões de doses sejam entregues ainda em fevereiro aos estados.

Aos governadores, Pazuello disse que até julho o Ministério da Saúde deverá distribuir cerca de 230,7 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19. Desse total, 112,4 milhões são do imunizante de Oxford-AstraZeneca, 77,6 milhões da CoronaVac-Instituto Butantan e 10,6 milhões da Covax Facility. Segundo o ministro, o governo federal negocia a compra de 10 milhões de doses da Sputnik V e 20 milhões da Covaxin.

Ainda de acordo com Pazuello, as próximas entregas ocorrerão ainda em fevereiro, com 2 milhões de doses da vacina de Oxford importadas da Índia e 9,3 milhões do imunizante do Butantan. No próximo mês, o Ministério da Saúde espera a chegada de 18 milhões de doses da vacina do Butantan e 16,9 milhões da vacina de Oxford.

Veja o cronograma apresentado pelo ministro:

Fevereiro: total de 11,3 milhões de novas doses

2 milhões de doses da vacina de Oxford, importadas da Índia.

9,3 milhões de doses da CoronaVac

Março: total de 46 milhões de doses

4 milhões de doses da vacina de oxford, importadas da Índia; e 12, 9 milhões de doses com produção nacional via IFA importado.

18,1 milhões de doses de CoronaVac

2,6 milhões de doses da vacina de Oxford via consórcio Covax Facility*

8 milhões de doses da Covaxin, importadas da Índia

400 mil doses da Sputnik V, importadas da Rússia

Além das doses de março, a Covax Facility pretende entregar 8 milhões de doses até junho, mas o Ministério não detalhou o cronograma.

Abril: pelo menos 57, 2 milhões de doses

4 milhões de doses da vacina de Oxford, importadas da Índia; e 27,3 milhões com produção nacional via IFA importado.

15,9 milhões de doses da CoronaVac

2 milhões de doses da Sputnik V, importadas da Rússia

8 milhões de doses da Covaxin, importadas da Índia

Maio: pelo menos 46,2 milhões de doses

28,6 milhões de doses da vacina de Oxford com produção nacional via IFA importado

6 milhões de doses da CoronaVac

7,6 milhões de doses da Sputnik V, importadas da Rússia

4 milhões de doses da Covaxin, importadas da Índia

Junho: pelo menos 34,6 milhões de doses

28,6 milhões de doses da vacina de Oxford, com produção nacional via IFA importado.

6 milhões de doses da CoronaVac

Julho: pelo menos 16,5 milhões

3 milhões de doses com produção nacional via IFA importado

13,5 milhões de doses da CoronaVac

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.