banner laranjeirasfm
APLICATIVO

Amazonas recebe projeto-teste de aplicativo para diagnóstico rápido da Covid-19

Lançamento do app TrateCOV foi realizado nesta segunda-feira (11/01), durante solenidade em Manaus

12/01/2021 10h15
Por: Joyce Carvalho
FOTO: Herick Pereira/Secom
FOTO: Herick Pereira/Secom

O estado do Amazonas será o primeiro do Brasil a utilizar o aplicativo piloto TrateCOV, lançado, nesta segunda-feira (11/01), pelo Ministério da Saúde, em solenidade que contou com a participação do ministro general Eduardo Pazuello e do governador Wilson Lima, em Manaus. O novo método consiste em um protocolo clínico para fazer um diagnóstico rápido da doença.

Por um aplicativo de celular, profissionais de saúde irão utilizar um sistema de pontos que obedece a rigorosos critérios médicos. Manaus será a primeira cidade a testar o aplicativo que, posteriormente, poderá ser ampliado para outros municípios. 

“O diagnóstico não é do teste, é do profissional médico. O tratamento, a prescrição, é do médico. E a orientação é precoce. Essa é a orientação de todos os conselhos de medicina”, disse Pazuello, defendendo o tratamento precoce contra a Covid-19. 

De acordo com a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Mayra Pinheiro, o aplicativo foi desenvolvido por técnicos do Ministério da Saúde e agiliza o diagnóstico de Covid-19 sem o uso de tomografias, ressonâncias ou RT-PCR, que chegam a demorar dias para obtenção do resultado. 

“Diante do quadro epidemiológico que hoje toma conta do estado do Amazonas e diversos estados brasileiros, nós estamos apresentando para a sociedade um aplicativo que permite forte valor preditivo, que diz se um doente, diante de suas manifestações clínicas, tem ou não a Covid-19. E assim nós pudemos, em um período de cinco minutos de utilização do aplicativo, ofertar imediatamente para milhões de brasileiros o tratamento precoce, evitando que essas pessoas evoluam para quadros mais graves”, afirmou Mayra Pinheiro, explicando que o app já está disponível nas plataformas do Ministério da Saúde. 

Ações já realizadas - Na última semana, o Ministério da Saúde providenciou o envio de 131 ventiladores pulmonares para o Amazonas – 78 apenas para Manaus. Além disso, desde sexta-feira (08/01), o Ministério da Defesa está providenciando o transporte de 1.500 cilindros de oxigênio para o município.

Em 2020, o Ministério da Saúde destinou ao Amazonas mais de R$ 1,9 bilhão – desses, R$ 1,3 bilhão para serviços de rotina do SUS e os outros R$ 650 milhões para o enfrentamento da Covid-19. Já foram habilitados, no estado, 259 leitos de UTI para o tratamento exclusivo de paciente com o novo coronavírus. Além disso, foi prorrogada a habilitação de 642 leitos de UTI. O valor total investido pelo Governo Federal é de R$ 72,2 milhões.

A rede pública de saúde do Amazonas teve sua estrutura de assistência intensiva ampliada com a entrega, até o momento, de 470 novos ventiladores pulmonares adquiridos pelo Ministério da Saúde, para o tratamento de pacientes graves infectados com o novo coronavírus.

O Ministério da Saúde já distribuiu 6,8 milhões de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para garantir a proteção dos profissionais de saúde que atuam na linha frente do enfrentamento à Covid-19 no Amazonas.

Para Manaus, a pasta destinou R$ 836,1 milhões em 2020. Desse total, R$ 635,8 milhões foram para serviços de rotina do SUS e os outros R$ 200,3 milhões para o enfrentamento da Covid-19.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.