banner laranjeirasfm
FORD | DESEMPREGO

Empresa Ford sai do Brasil deixando mais de 5 mil desempregados

A montadora que é pioneira no ramo aqui no Brasil, deixa de fabricar seus veículos no país devido restruturação Global

12/01/2021 10h03
Por: Wellyson Nascimento
Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

A decisão da Ford de encerrar a produção de veículos no Brasil, fechando três fábricas, surpreendeu não só os funcionários que perderão seus empregos. A decisão foi interpretada por críticos do governo como um sinal de falta de confiança das empresas no país e na recuperação da economia.

Para o economista Alexandre Chaia, professor do Insper, é preciso considerar que a Ford passa por uma reestruturação mundial.

No entanto, o fato de o Brasil ficar fora das prioridades da companhia enquanto mantém produção em países vizinhos revela como a empresa mantém interesse no mercado brasileiro, mas não quer mais produzir aqui, diz ele em entrevista ao GLOBO.

"Podemos dizer hoje que o Paraguai é mais pró-business que o Brasil".

A marca, que fechou 2020 como a 5ª que mais vendeu carros no país, com 7,14% do mercado, manterá o Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia, e o campo de provas e sua sede administrativa para a América do Sul, ambos no estado de São Paulo.

"Com muita tristeza, recebemos esta notícia da Ford. Infelizmente, a crise provocada pela pandemia da covid-19 trouxe consequências ruins para a área da saúde e, também, para a economia, fazendo com que pequenos e grandes negócios se tornem inviáveis. Lamento o fechamento da fábrica e me solidarizo com os trabalhadores." Diz prefeito de Camaçari, cidade onde a fábrica era instalada.

Serão fechadas as fábricas em Taubaté, em Camaçari (BA) e em Horizonte (CE). No país, serão mantidos apenas o Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia, o Campo de Provas e sua sede regional, ambos em São Paulo.

Em comunicado, a marca diz que a decisão foi tomada "à medida em que a pandemia de Covid-19 amplia a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas".

O Sindicato dos Metalúrgicos convocou todos os trabalhadores para uma assembleia no pátio da empresa no fim da tarde da última segunda. A imprensa não pôde acompanhar. Uma nova assembleia foi marcada para a manhã desta terça-feira (12).

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Manaus - AM
Atualizado às 12h45
23°
Chuva fraca Máxima: 28° - Mínima: 23°
23°

Sensação

7 km/h

Vento

94%

Umidade

Fonte: Climatempo
Banner entrevista da semana
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
Anúncio
Anúncio