Quarta, 14 de Abril de 2021
92 98468-7887
Galeria de fotos 11 fotos

Mulheres de Força: conheça a trajetória de Grace Benayon, presidente da OAB

10/03/2021 07h10
Por: Andreia Souza

Presidente em exercício da OAB-AM. Amazonense, casada, 50 anos. Entrou para a faculdade aos 16 anos. Cursou Direito na Universidade Federal do Amazonas.

É advogada militante desde 1994. Possui vasta experiência profissional no âmbito do Direito Público e Privado. Atua na área do Direito Empresarial, Família e Métodos Consensuais de Tratamento de Conflitos.

Foi diretora da Escola Superior de Advocacia da OAB/AM. Atualmente é professora especialista do curso da Direito da Faculdade ESBAM. Em 2018, foi a candidata mulher mais votada no Quinto Constitucional da OAB/AM para a corte do Tribunal de Justiça do Amazonas. Grace assumiu o comando da OAB/AM com a licença de Marco Aurélio Choy, o qual assumiu o cargo de Procurador Geral do Município de Manaus em janeiro de 2021.

A advogada é a primeira mulher a ocupar a presidência da entidade no Amazonas e a terceira a presidir uma seccional da OAB no Brasil nos últimos 90 anos. Grace assumiu a instituição em um ano em que a advocacia feminina conseguiu aprovar junto ao Conselho Superior da OAB a paridade de gênero para o preenchimento dos cargos da entidade já a partir das próximas eleições internas, previstas para novembro de 2021.

Sob o comando da Ordem no Amazonas, Grace tem atuado firme na busca por melhorias para a advocacia, sobretudo frente aos desafios impostos pela pandemia da Covid_19. Esteve à frente de diversas campanhas de arrecadação de medicamentos, insumos e EPI’s para as unidades de saúde da capital e do interior do Estado, promovendo a interlocução com os poderes, conduziu projetos de assistência aos advogados e advogadas que enfrentaram diversas dificuldades com a Covid_19 e capitaneou pessoalmente um projeto que garantiu a redução de até 60% no valor da anuidade da advocacia para 2021.

Grace também é presidente da BPW - Business and Professional Women - Manaus / Amazonas. Trata-se de uma organização não governamental sem fins lucrativos, de utilidade pública, sem credo, apartidária, não assistencial, que tem a missão de fomentar, coordenar e orientar dinamicamente o processo de crescimento das mulheres, estimulando sua inserção no cenário econômico, político e social, fortalecendo a comunidade local, tornando-a mais justa e humana com a participação de todos os segmentos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.